Apostilas para concursos 2018

46.105 Questões

15.153 vagas em concursos

 

 

Sexta-Feira, 22 de Junho de 2018.

UPENET | Níveis Médio e Superior de Escolaridade

» Polícia Militar de Pernambuco (PM PE) abre concurso para 580 vagas

 

CKM | Nível Médio

» Secretaria de Estado da Educação de São Paulo (SEE SP) abre concurso para 1.495 vagas

FCC | Níveis Médio e Superior

» Prefeitura de Macapá (AP) abre concurso para 444 vagas

UERR | Nível Médio

» Polícia Militar do Estado de Roraima (PM RR) abre concurso para 400 vagas

 

Concursos da Vunesp

CESPE UnB | Nível Superior| Salários vão de R$ 11.983,26 a R$ 22.672,48.

» Polícia Federal abre concurso para 500 vagas em todo o país

 

 

 

 

Treinamento de Serviço Social

Ortografia



Objetivo: Conhecer regras para grafia de algumas palavras

 


Ortografia é a parte da gramática que trata da escrita correta das palavras.

Nosso sistema ortográfico é voltado para a origem da palavra (etimologia).

A primeira regra a ser considerada é que a palavra derivada mantém a grafia da palavra primitiva.

Exemplos:

análise – analisar

aviso – avisar

pesquisa – pesquisar

mesa – mesinha

casa – casinha

Cansar

Cansaço
Cansado
descanso

O estudo de ortografia abrange:

1. Emprego de Letras;
2. Acentuação Gráfica;
3. Uso de outros sinais diacríticos.

EMPREGO DE LETRAS



A partir do acordo ortográfico, foram incorporadas as letras K, W e Y em nosso alfabeto passando de 23 para 26 letras.

O emprego dessas letras limitam-se a algumas situações:

  • Na escrita de palavras estrangeiras já incorporadas à língua portuguesa, assim como em nomes de pessoas e seus derivados.

    Ex.: William, Kaiser, Franklin, frankliniano, Darwin, darwinismo, Wagner, wagneriano, dowload, Byron, byroniano, byte, playground, Taylor, Washington, Yokohama...



  • Nos símblos, siglas, abreviaturas e em unidades de medida internacionais.

    Ex.: Km(quilômetro), K(potássio), Kg (quilograma), W(watt) etc.









Alfabeto: A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z


Apresentamos abaixo, o emprego de algumas letras para que seja possível a identificação da correta grafia.

Letra H

Incial, quando etimológico: Horizonte, hulha.

Medial, como integrante dos dígrafos ch, lh, nh: chamada, molha, sonha.

Em algumas intejeições: oh!, hum!.

Em palavras compostas unidas por hífen, se algum elemento começa com h: hispano-americano, super-homem.

Palavras compostas ligadas sem hífen não são escritas com h.


Exemplo: reaver (derivado do verbo haver)

No substantivo próprio Bahia (Estado da Bahia), por tradição. As palavras derivadas desta são escritas sem h: baiano.


Letra E

Prefixo ante – (antes, anterior): antecipar, antebraço.

Algumas formas de verbos terminados em -oar, -uar: doem (doar), flutuem (flutuar).

Letra I

Prefixo anti- (contra): antipatia, antitetânico.

Algumas formas de verbos terminados em -uir: possui (possuir), retribui (retribuir).


Letra G

Derivados de palavras que possuam g: rabugento (rabugem), selvageria (selvagem).

Palavras terminadas em -agem, igem, -ugem, -ágio, -égio, -ígio, -ógio, -úgio: garagem, vertigem, ferrugem, relógio, refúgio, estágio, colégio, prodigo.

Exceções: pajem e labujem.

Letra J

Derivadas de palavras que possuam j e verbos que terminem em -jar, ou jear: gorjear, nojento (nojo), cerejeira (cereja), arranjar (arranjo, arranjaria).

Palavras de origem africana ou indígena: jiló, Ubirajara, acarajé.

Letra S

Derivadas de primitivas com s: visitante (visita), casinha, (casa).



Nas formas dos verbos pôr, querer e seus derivados (repor, requerer): pusesse, quisesse.

Após um ditongo: maisena, pausa (Maizena é um substantivo próprio, marca registrada).

Sufixo -oso(a) formador de adjetivos (indicando "cheio de","relativo a" ou "que provoca algo": apetitoso, gostoso, amoroso, atencioso.

Sufixos -isa, -ês, -esa usados na constituição de vocábulos que indicam profissão, naturalidade,precedência, estado social e títulos:

baronesa,camponês, norueguês, sacerdotisa, cortês, calabresa(da Calábria), milanesa(de Milão).

Verbos que terminados em -isar: são formados por palavras cujo radical termina em s e ganham o sufixo -ar (terminação verbal da 1ª conjugação) em decorrência da regra Palavra Originária/Palavra Derivada:

Ex.: liso/alisar; análise/analisar; aviso/avisar; bis/bisar; friso/frisar; paralisia/paralisar; pesquisa/pesquisar; piso/pisar; preciso/precisar.

Se o vocábulo já apresenta a letra "s", essa letra é mantida na palavra derivada, caso contrário o sufixo recebe a letra "Z" - ex.: ameno/amenizar; concreto/concretizar.

A única exceção é a palavra catequizar que é derivada de catequese.


Letra Z

Derivadas de primitivas com z: enraizar(raiz), vazar (vazio).
Sufixo -izar: liga-se a substantivos e adjetivos quando a letra s não fizer parte do radical da palavra de origem: rel/realizar; moderno/modernizar; terror/aterrorizar; útil/utilizar; economia/economizar.

Sufixo -ez(a) formador de substantivos abstratos: timidez, viuvez.

Na formação de diminutivos de palavras que não possuem s: florzinha, pezinho.

Exceções: catequizar/catequese; batizar/batismo.

Letras SS

Terminações dos superlativos sintéticos e do imperfeito de todos os verbos: belíssimo, fôssemos.

Palavaras/radicais inciados por s que entram na formação de palavras derivadas ou compostas: homossexual - (homo + sexual).

As correlações:

Verbos com "nd", "rg", "rt", "pel", formam substantivos com "s" – estender/extensão, compreender/compreensão, pretender/pretensão; imergir/imersão, inverter/inversão, impelir/impulso.

Verbos com "ced", "gred", "prim", "tir" formam substantivos com "ss":

ceder/cessão, retroceder/retrocessão; agredir/agressão, comprimir/compressão, admitir/admissão.

Substantivos e verbos relacionados a adjetivos e substantivos que têm to no final: direto/direção; correto/correção; canto/canção.

Substantivos e adjetivos relacionados ao verbo TER (e derivados): deter/detenção; reter/retenção; conter/contenção.

Verbos terminados em UIR.

Se a dúvida estiver entre e e i, no final de suas formas, grafe i: contribui, influi, possuis, possui etc.

Verbos terminados em UAR e OAR

Se a dúvida estiver entre e e i, no final de suas formas, grafe e: abençõe, continue, efetue, magoe, recue etc.

Uso dos Porquês

a) Por que

1) Por que (separado) – quando for sinônimo de por qual, por quais.
ex.: Sei por que objetivo ele luta. Sei por qual objetivo ele luta.

2) Por que (separado) – quando for sinônimo de pelo qual, pelos quais, pelas quais.
ex.: A mulher por que se apaixonou tem caráter. A mulher pela qual ele se apaixonou tem caráter.

3) Por que (separado) – quando for sinônimo de por que razão neste sentido, se ele ainda estiver em fim de oração leva acento.

ex.: Por que ele não veio? Preciso saber por que ele não apareceu. Você fez isso por quê, meu Deus?

Você fez isso por quê?

b) Porque – (junto e sem acento) quando inicia uma justificativa, quase sempre é substituível por pois, e sempre por pelo fato de que.

ex.: Porque seu pai era gago, o filho chamava-se Mamarcos.
Só porque a repreenderam, Maria chorou.

Vai demiti-la apenas porque ela se atrasou?

c) Porquê (junto e com acento) – , substantivo - sinônimo de motivo.

ex.: Ninquém sabe o porquê disso tudo.
Diga-me os porquês de sua atitude.
Sem porquê ele nos tratou mal.



 

 

 

Aula 1 Aula 2 Aula 3 Aula 4 Aula 5 Aula 6 Aula 7 Aula 8 

Treinamento Soldado PM PE