Apostilas para concursos 2018

38.424 Questões

36.454 vagas em concursos

 

 

Sexta-Feira, 23 de Fevereiro de 2018.

 

AOCP | Nível Médio

» Polícia Militar do Estado de Tocantins (PM TO) abre concurso para 1.000 vagas

LASALLE | Níveis Fundamental, Médio e Superior

» Fundação Hospitalar Getúlio Vargas (FHGV) abre concurso para 206 vagas

CESGRANRIO | Nível Superior

» Petróleo Brasileiro (Petrobras) abre concurso para 353 vagas

 

Concursos da Vunesp

CESGRANRIO | Níveis Médio e Superior| Salários de até R$ 10.726,45

» Petrobras abre concurso para 666 vagas mais cadastro reserva

 

Material de estudo para concursos

 

Enem teoria e exercícios

 

Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM)-EXAME NACIONAL DE ENSINO MÉDIO - ENEM ( 4 Volumes )
Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM)
EXAME NACIONAL DE ENSINO MÉDIO - ENEM ( 4 Volumes )

 

Material de estudo para concursos

 

Enem teoria e exercícios

 

Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM)-EXAME NACIONAL DE ENSINO MÉDIO - ENEM ( 4 Volumes )
Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM)
EXAME NACIONAL DE ENSINO MÉDIO - ENEM ( 4 Volumes )

 

 

 

 

página com questões do Enem

Questões de Veterinária 2018

 

 

Questões para Praticar

 

» Para um melhor aproveitamento - resolva as questões - anote sua altenativa e depois confira os gabaritos.

» Para interagir com as questões - utilize - FireFox ou Chrome.

 

 

 

Para realizar grandes conquistas, devemos não apenas agir, mas também sonhar; não apenas planejar, mas também acreditar.

Anatole France

 

 

 

Ano: 2017 ESAF    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Nível Superior  Prova: Médico Veterinário - Inspeção Veterinária  Veterinária

 

prancheta

 

 

 


Q36928


 

De acordo com os critérios de julgamento de carcaças, mais especificamente os previstos no Artigo 134 do RIISPOA/2017, as carcaças que apresentem abscessos múltiplos em órgãos ou em partes, sem repercussão no seu estado geral, deverão ser julgadas da seguinte forma:

 

a)  ao consumo humano direto, depois de removidas e condenadas as áreas atingidas. 

 

 

b)  à maturação sanitária, depois de removidas e condenadas as áreas atingidas. 

 

 

c)  ao aproveitamento condicional pelo uso do calor, depois de removidas e condenadas as áreas atingidas.

 

 

d)  à condenação total.

 

 

e)  ao tratamento pelo frio em temperatura de -25ºC por 48h, depois de removidas e condenadas as áreas atingidas.

 

 

resolver    |     Comente a questão no final dessa página:

 

 

 

Ano: 2017 ESAF    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Nível Superior  Prova: Médico Veterinário - Inspeção Veterinária  Veterinária

 

prancheta

 

 

 


Q36927


 

Conforme Parágrafo 6º do Artigo 90 do RIISPOA/2017, entre as espécies de pescados destinadas ao abate, assinale a opção que indica quais devem ser submetidas à inspeção ante-mortem

 

a)  Todas as espécies de pescado.

 

 

b)  Todos os anfíbios e répteis.

 

 

c)  Somente os peixes de cativeiro.

 

 

d)  Somente os peixes de pesca extrativista.

 

 

e)  Somente os répteis.

 

 

resolver    |     Comente a questão no final dessa página:

 

 

 

Ano: 2017 ESAF    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Nível Superior  Prova: Médico Veterinário - Inspeção Veterinária  Veterinária

 

prancheta

 

 

 


Q36926


 

De acordo com a Portaria MAPA nº 711/95, são obrigatoriamente incisados nas “Linhas de Inspeção” os seguintes nodos linfáticos: 

 

a)  Apical, Brônquicos, Cervicais, Gástricos, Axilares da 1º costela, Mandibulares, Mesentéricos, Parotidianos e Hepáticos.

 

 

b)  Apical, Brônquicos, Hepáticos, Gástricos, Inguinais Retromamários, Pré-crural, Mesentéricos, Parotidianos e Retrofaríngeos.

 

 

c)  Apical, Brônquicos, Cervicais, Gástricos, Inguinais Retromamários, Mandibulares, Mesentéricos, Parotidianos e Retrofaríngeos. 

 

 

d)  Popliteo, Renais, Cervicais, Inguinais Retromamários, Mandibulares, Mesentéricos, Parotidianos e Retrofaríngeos. 

 

 

e)  Apical, Brônquicos, Cervicais, Gástricos, Ilíacos, Mandibulares, Mesentéricos, Lombares e Retrofaríngeos. 

 

 

resolver    |     Comente a questão no final dessa página:

 

 

 

Ano: 2017 ESAF    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Nível Superior  Prova: Médico Veterinário - Inspeção Veterinária  Veterinária

 

prancheta

 

 

 


Q36925


 

São objetivos da inspeção ante-mortem listados no Capítulo VII da Portaria MAPA nº711/95, exceto

 

a)  examinar o estado sanitário dos suínos e auxiliar com dados informativos a tarefa da inspeção post-mortem

 

 

b)  conferir o número de animais apresentados na relação discriminativa ou global de matança para o dia seguinte, fornecida pela empresa à Inspeção Federal, como determina a legislação.

 

 

c)  avaliar individualmente 100% dos animais com auxílio de termometria para maior acurácia clinica, além de executar a identificação individual desses animais.

 

 

d)  certificar-se das condições higiênicas e de conservação das pocilgas, assim como do provimento de água dos bebedouros, tomando-se, se necessárias, as medidas indispensáveis para a sua regularização.

 

 

e)  exigir os certificados sanitários de sanidade, de acordo com as instruções do Serviço de Defesa Sanitária Animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, quando for o caso.

 

 

resolver    |     Comente a questão no final dessa página:

 

 

 

Ano: 2017 ESAF    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Nível Superior  Prova: Médico Veterinário - Inspeção Veterinária  Veterinária

 

prancheta

 

 

 


Q36924


 

Uma das características de um abate humanitário é a realização de uma correta insensibilização do animal antes de sua sangria. Algumas avaliações podem ser realizadas em um animal insensibilizado para identificar a correta e efetiva insensibilização. Considerando este aspecto, assinale a opção que indica as características anatômicas e fisiológicas de um suíno corretamente insensibilizado.

 

a)  Início de fase tônica com contração da musculatura, flexão de membros traseiros, extensão de dianteiros e ausência de reflexo corneal, seguida por fase clônica, com movimentos de pedalada, chutes involuntários seguidos de relaxamento da musculatura e ausência de respiração rítmica.

 

 

b)  Início de fase clônica com movimentos de pedalada, chutes involuntários e ausência de reflexo corneal, seguida de fase tônica com flexão de membros traseiros e extensão de dianteiros seguido pelo relaxamento da musculatura, sem respiração rítmica.

 

 

c)  Início de fase clônica com movimentos de pedalada, chutes involuntários e ausência de reflexo corneal, seguida de fase tônica com flexão de membros traseiros e extensão de dianteiros seguido do relaxamento da musculatura, com respiração rítmica.

 

 

d)  Início de fase tônica com contração da musculatura, movimentos de pedalada, chutes involuntários e ausência de reflexo corneal, seguida por fase clônica, com flexão de membros traseiros, extensão de dianteiros seguido de relaxamento da musculatura e ausência de respiração rítmica. 

 

 

e)  Início de fase clônica com movimentos de pedalada e chutes, nesta fase ainda permite-se leve reflexo corneal, seguida de fase tônica com flexão de membros traseiros e extensão de dianteiros seguido de relaxamento da musculatura, com respiração rítmica e ausência de reflexo corneal.

 

 

resolver    |     Comente a questão no final dessa página:

 

 

 

Ano: 2017 ESAF    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Nível Superior  Prova: Médico Veterinário - Inspeção Veterinária  Veterinária

 

prancheta

 

 

 


Q36923


 

O Artigo 12 do RIISPOA (Decreto nº 9013/17) enumera os procedimentos abrangidos pela Inspeção e Fiscalização industrial e sanitária de produtos de origem animal.

As opções abaixo apresentam alguns procedimentos listados no referido artigo do RIISPOA. Assinale, entre as opções abaixo, aquela que contempla procedimentos que não estão entre os listados no Artigo 12 do RIISOPOA. 

 

a)  Inspeção ante-mortem e post-mortem das diferentes espécies de animais e verificação dos programas de autocontrole dos estabelecimentos. 

 

 

b)  Controle de resíduos e contaminantes em produtos de origem animal e verificação de água de abastecimento.

 

 

c)  Verificação local da produção primária com foco em saúde animal e verificação de bem-estar animal na propriedade.

 

 

d)  Certificação sanitária de produtos de origem animal e verificação de rotulagem e processos tecnológicos dos produtos de origem animal quanto ao atendimento da legislação específica.

 

 

e)  Verificação da prática de higiene e dos hábitos higiênicos pelos manipuladores de alimentos e controles de rastreabilidade dos animais, das matérias-primas, dos insumos, dos ingredientes e dos produtos ao longo da cadeia produtiva.

 

 

resolver    |     Comente a questão no final dessa página:

 

 

 

Ano: 2017 ESAF    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Nível Superior  Prova: Médico Veterinário - Inspeção Veterinária  Veterinária

 

prancheta

 

 

 


Q36922


 

No processo de abate de suínos, a escaldagem é extremamente importante tecnologicamente, pois amolece as cerdas facilitando a sua retirada na depiladeira. Quando feita por imersão, a escaldagem inevitavelmente resultará em excesso de matéria orgânica na água do tanque, que favorecerá uma proliferação excessiva de Salmonella ssp e, por conseguinte, contaminação cruzada aos animais que ali entrarem na sequência. O CODEX Alimentarius publicou em 2016 a CAC/GL 87, que trata dos procedimentos de controle de Salmonella ssp em carne bovina e suína durante os procedimentos de abate.

Na etapa de escaldagem de suínos, assinale, entre as opções abaixo, a que indica corretamente quais as medidas baseadas no perigo que constam do documento CAC/ GL 87-2016 para controle e até redução de Salmonella ssp em carcaças suínas.

 

a)  Renovação de toda a água do tanque de escaldagem antes da entrada de cada suíno, durante os procedimentos de abate. 

 

 

b)  Manter a água de escaldagem em temperatura mínima de 54ºC, em escaldagem de 5 minutos de duração ou outro binômio de tempo e temperatura equivalentes.

 

 

c)  Manter a temperatura da água de escaldagem a 62ºC independente do tempo de escaldagem e renovar esta água a cada 5 suínos escaldados.

 

 

d)  A água de escaldagem deveria ser mantida no mínimo a 54ºC, em escaldagem de 5 minutos de duração e deveria ser adicionado Dióxido de Cloro ou outra substância equivalente.

 

 

e)  A água de escaldagem deveria ser mantida no mínimo a 61ºC, em escaldagem de 8 minutos de duração ou a 70ºC, em escaldagem de 2 a 3 minutos de duração ou ainda outro binômio de tempo e temperatura que sejam equivalentes.

 

 

resolver    |     Comente a questão no final dessa página:

 

 

 

Ano: 2017 ESAF    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Nível Superior  Prova: Médico Veterinário - Inspeção Veterinária  Veterinária

 

prancheta

 

 

 


Q36921


 

Conforme a CAC/GL 86-2015, o teste laboratorial e ações de acompanhamento são algumas medidas de controle para Trichinella ssp em carne suína, equina e de caça, contudo outras ações de controle pós-abate podem ser realizadas mesmo após o diagnóstico da presença do parasita. Assim sendo, assinale, entre as opções abaixo, a que contempla as medidas de controle pós-abate previstas na CAC/GL 86-2015 para Trichinella ssp.

 

a)  Condenação total da carcaça, já que não é permitido o tratamento de carnes diagnosticadas com Trichinella ssp.

 

 

b)  Realizar o tratamento pelo frio atendendo aos seguintes binômios de tempo e temperatura: I - por trinta dias, a -12ºC (doze graus Celsius negativos); II - por vinte dias, a - 20ºC (vinte graus Celsius negativos); ou III - por doze dias, a -25ºC (vinte e cinco graus Celsius negativos).

 

 

c)  Realizar a retirada e condenação da área acometida no exame post-mortem da linha de abate.

 

 

d)  Realizar o congelamento em regime de refrigeração que garanta a letalidade para todas as Trichinella ssp presentes; tratamento térmico validado para inativação de Trichinella ssp ou tratamento por irradiação, validado para inativação de Trichinella ssp.

 

 

e)  Realizar a retirada e condenação da área acometida e destinar a carcaça ao aproveitamento condicional pelo uso do tratamento por irradiação validado para inativação de Trichinella ssp.

 

 

resolver    |     Comente a questão no final dessa página:

 

 

 

Ano: 2017 ESAF    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Nível Superior  Prova: Médico Veterinário - Inspeção Veterinária  Veterinária

 

prancheta

 

 

 


Q36920


 

Conforme o artigo 185, parágrafos 3º e 4º do RIISPOA (Decreto nº 9013/17), o julgamento das carcaças acometidas por Cysticercus bovis (cisticercose bovina) tem uma destinação mais rigorosa quando é encontrado um cisto viável, se comparada com a destinação de quando é encontrado um cisto calcificado.

De acordo com o descrito nos parágrafos citados, e considerando todos os locais de eleição examinados rotineiramente na linha de inspeção e na carcaça correspondente, quando constatado um cisto viável, a carcaça deverá ser submetida a tratamento condicional pelo frio ou salga, após retirada da área acometida, antes de ser liberada para o consumo. Já em caso de constatação de um cisto calcificado, a carcaça poderá ser destinada, sem restrições, ao consumo humano direto, após a retirada e condenação da área acometida.

Considerando a distinção legal no julgamento de carcaça para constatação de cisto viável e cisto calcificado e considerando as questões sanitárias, assinale, entre as opções abaixo, a que representa o risco do consumo de carne bovina com cistos viáveis de Cysticercus bovis, pelo ser humano.

 

a)  O consumo de carne bovina com cisto viável de Cysticercus bovis pode causar infecção por Taenia solium no ser humano. 

 

 

b)  O consumo de carne bovina com cisto viável de Cysticercus bovis pode causar infecção por Taenia solium e neurocisticercose no ser humano.

 

 

c)  O consumo de carne bovina com cisto viável de Cysticercus bovis pode causar infecção por Taenia saginata no ser humano. 

 

 

d)  O consumo de carne bovina com cisto viável de Cysticercus bovis pode causar infecção por Taenia saginata e neurocisticercose no ser humano.

 

 

e)  O consumo de carne bovina com cisto viável de Cysticercus bovis pode causar neurocisticercose no ser humano

 

 

resolver    |     Comente a questão no final dessa página:

 

 

 

Ano: 2017 ESAF    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Nível Superior  Prova: Médico Veterinário - Inspeção Veterinária  Veterinária

 

prancheta

 

 

 


Q36919


 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), algumas doenças detectadas nos animais em exames ante-mortem e post-mortem têm sua notificação de caráter obrigatório, portanto devem ser notificadas em âmbito internacional. Em 2017, a OIE atualizou a lista de doenças de notificação obrigatória. Com base nessa atualização, indique a opção abaixo onde todas as doenças listadas são de notificação obrigatória.

 

a)  Anaplasmose bovina, Piroplasmose equina, Gastroenterite transmissível em suínos e Tuberculose bovina.

 

 

b)  Triquinelose, Brucelose, Infecção por Seneca Valley Virus em suínos e Scrapie. 

 

 

c)  Infecção por vírus da doença de Newcastle, Peste Suína Africana, Babesiose Bovina e Infecção por Faciola hepática.

 

 

d)  Sarna sarcóptica, Leucose bovina enzootica, Campilobacteriose genital bovina e Aerossaculite em aves.

 

 

e)  Infecção por vírus da gripe aviária, Encefalopatia Espongiforme Bovina, Doença de Aujeszky e Leptospirose em equinos.

 

 

resolver    |     Comente a questão no final dessa página:

 

 

 

Ano: 2017 ESAF    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Nível Superior  Prova: Médico Veterinário - Inspeção Veterinária  Veterinária

 

prancheta

 

 

 


Q36918


 

Segundo o Regulamento de Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal – RIISPOA, as carcaças suínas podem ter destinações diferentes de acordo com o nível de infecção por Cysticercus celullosae. Entre as opções abaixo, assinale aquela em que o RIISPOA indica a possibilidade de destinação da carcaça infectada para aproveitamento condicional pelo uso do calor.

 

a)  Quando for encontrado mais de um cisto, viável ou calcificado, e menos do que o fixado para infecção intensa, considerando a pesquisa em todos os locais de eleição examinados rotineiramente e na carcaça correspondente, depois de removidas e condenadas as áreas atingidas. 

 

 

b)  Quando forem encontrados dois ou mais cistos, viáveis ou calcificados, localizados em locais de eleição examinados nas linhas de inspeção, adicionalmente à confirmação da presença de dois ou mais cistos nas massas musculares integrantes da carcaça, após a pesquisa mediante incisões múltiplas e profundas em sua musculatura (paleta, lombo e pernil).

 

 

c)  Quando for encontrado um único cisto viável, considerando a pesquisa em todos os locais de eleição examinados, rotineiramente, e na carcaça correspondente, depois de removida e condenada a área atingida.

 

 

d)  Quando for encontrado um único cisto calcificado, considerados todos os locais de eleição examinados rotineiramente na carcaça correspondente, depois de removida e condenada a área atingida. 

 

 

e)  Quando for encontrado um único cisto, viável ou calcificado, considerando a pesquisa em todos os locais de eleição examinados, rotineiramente, e na carcaça correspondente, sem necessidade de remoção da área atingida.

 

 

resolver    |     Comente a questão no final dessa página:

 

 

 

Ano: 2017 ESAF    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Nível Superior  Prova: Médico Veterinário - Inspeção Veterinária  Veterinária

 

prancheta

 

 

 


Q36917


 

Em junho de 2017, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos suspendeu as importações de carne bovina fresca brasileira, devido a um grande aumento na rejeição de lotes do produto por problemas sanitários detectados nos procedimentos de reinspeção. As autoridades brasileiras afirmaram, naquela ocasião, que a principal causa das rejeições foi a detecção de abcessos nas carcaças, resultantes de reações teciduais provocadas pela aplicação da vacina contra febre aftosa. Com base no Decreto nº 9.013, de 29/03/2017, assinale a opção incorreta quanto às providencias a serem adotadas quando forem constatados abcessos nas carcaças bovinas durante exame post-mortem.

 

a)  Devem ser condenadas as carcaças, as partes das carcaças e os órgãos que apresentem abscessos múltiplos ou disseminados com repercussão no estado geral da carcaça.

 

 

b)  Devem ser condenadas as carcaças com alterações gerais como caquexia, anemia ou icterícia decorrentes de processo purulento. 

 

 

c)  Devem ser lavadas com água hiperclorada as carcaças, partes das carcaças ou órgãos que sejam contaminados acidentalmente com material purulento.

 

 

d)  Devem ser destinadas ao aproveitamento condicional pelo uso do calor as carcaças que apresentem abscessos múltiplos em órgãos ou em partes, sem repercussão no seu estado geral, depois de removidas e condenadas as áreas atingidas.

 

 

e)  Devem ser liberadas as carcaças que apresentem abscessos localizados, depois de removidos e condenados os órgãos e as áreas atingidas.

 

 

resolver    |     Comente a questão no final dessa página:

 

 

 

Ano: 2017 ESAF    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Nível Superior  Prova: Médico Veterinário - Inspeção Veterinária  Veterinária

 

prancheta

 

 

 


Q36916


 

Entre as opções abaixo, assinale aquela que contempla instituições que elaboram as normas internacionais que são explicitamente reconhecidas como referência pelo Acordo sobre Medidas Sanitárias e Fitossanitárias (SPS), no Âmbito da Organização Mundial do Comércio.

 

a)  Comissão do Codex Alimentarius e Organização Internacional para Padronização (ISO).

 

 

b)  Autoridade Europeia para Segurança Alimentar (EFSA) e Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

 

 

c)  Administração para Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA) e Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

 

 

d)  Convenção Internacional para Proteção dos Vegetais (IPPC) e Organização Internacional para Padronização (ISO).

 

 

e)  Comissão do Codex Alimentarius e Convenção Internacional para Proteção dos Vegetais (IPPC).

 

 

resolver    |     Comente a questão no final dessa página:

 

 

 

Ano: 2017 ESAF    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Nível Superior  Prova: Médico Veterinário - Inspeção Veterinária  Veterinária

 

prancheta

 

 

 


Q36915


 

Com base na Lei nº 8.027, de 12/04/1990, que dispõe sobre normas de conduta dos servidores públicos civis da União, das Autarquias e das Fundações Públicas, assinale a opção que descreve a falta administrativa punível com a pena de demissão do servidor, a bem do serviço público.

 

a)  Delegar a pessoa estranha à repartição, exceto nos casos previstos em lei, atribuição que seja de sua competência e responsabilidade ou de seus subordinados.

 

 

b)  Aceitar ou prometer aceitar propinas ou presentes, de qualquer tipo ou valor, bem como empréstimos pessoais ou vantagem de qualquer espécie em razão de suas atribuições.

 

 

c)  Aceitar comissão, emprego ou pensão de Estado estrangeiro, sem licença do Presidente da República.

 

 

d)  Opor resistência ao andamento de documento, processo ou à execução de serviço.

 

 

e)  Praticar comércio de compra e venda de bens ou serviços no recinto da repartição, ainda que fora do horário normal de expediente.

 

 

resolver    |     Comente a questão no final dessa página:

 

 

 

Ano: 2017 ESAF    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Nível Superior  Prova: Médico Veterinário - Inspeção Veterinária  Veterinária

 

prancheta

 

 

 


Q36914


 

Entre os micro-organismos listados abaixo, assinale a opção correta que indica qual não está associado às doenças transmissíveis por alimentos de origem animal.

 

a)  Escherichia coli O157:H7. 

 

 

b)  Listeria monocytogenes.

 

 

c)  Campylobacter jejuni

 

 

d)  Salmonella Gallinarum.

 

 

e)  Toxoplasma gondii.

 

 

resolver    |     Comente a questão no final dessa página:

 

 

 

Ano: 2017 ESAF    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Nível Superior  Prova: Médico Veterinário - Inspeção Veterinária  Veterinária

 

prancheta

 

 

 


Q36913


 

Com base no Regulamento de Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal, assinale a opção incorreta quanto aos procedimentos que devem ser adotados a partir da constatação de animal acometido de carbúnculo hemático durante a inspeção post-mortem

 

a)  Uma vez constatada a presença de carbúnculo, o abate deve ser interrompido e a desinfecção deve ser iniciada imediatamente. 

 

 

b)  Recomenda-se, para desinfecção das instalações, equipamentos e utensílios, o emprego de solução de hidróxido de sódio a 5% (cinco por cento), hipoclorito de sódio a 1% (um por cento) ou outro produto com eficácia comprovada. 

 

 

c)  Não podem ser evisceradas as carcaças de animais com suspeita de carbúnculo hemático.

 

 

d)  As carcaças de animais acometidos de carbúnculo hemático devem ser condenadas, incluídos peles, chifres, cascos, pelos, órgãos, conteúdo intestinal, sangue e gordura.

 

 

e)  As vísceras de animais com suspeita da doença devem ser condenadas e as carcaças, dependendo da extensão das lesões, podem ser destinadas a aproveitamento condicional a critério do Serviço de Inspeção Federal.

 

 

resolver    |     Comente a questão no final dessa página:

 

 

 

Ano: 2017 ESAF    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Nível Superior  Prova: Médico Veterinário - Inspeção Veterinária  Veterinária

 

prancheta

 

 

 


Q36912


 

De acordo com o Decreto nº 9.013, de 29/03/2017, as opções abaixo descrevem motivos de condenação de carcaças de animais, sem qualquer possibilidade de aproveitamento condicional, exceto:

 

a)  as carcaças de animais acometidos de carbúnculo sintomático.

 

 

b)  as carcaças de animais que apresentem piemia, cujo consumo possa causar infecção ou intoxicação alimentar.

 

 

c)  as carcaças de animais em estado de caquexia.

 

 

d)  as carcaças de animais com tuberculose.

 

 

e)  as carcaças de animais acometidos de carbúnculo hemático.

 

 

resolver    |     Comente a questão no final dessa página:

 

 

 

Ano: 2017 ESAF    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Nível Superior  Prova: Médico Veterinário - Inspeção Veterinária  Veterinária

 

prancheta

 

 

 


Q36911


 

no  Questão Anulada



Assinale a opção que contempla Estados brasileiros reconhecidos atualmente pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como zonas livres de febre aftosa com vacinação. 

 

a)  Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

 

 

b)  Rio de Janeiro e Goiás. 

 

 

c)  Paraná e Roraima.

 

 

d)  São Paulo e Piauí.

 

 

e)  Amazonas e Minas Gerais.

 

 

resolver    |     Comente a questão no final dessa página:

 

 

 

Ano: 2017 ESAF    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Nível Superior  Prova: Médico Veterinário - Inspeção Veterinária  Veterinária

 

prancheta

 

 

 


Q36910


 

Assinale a opção que relaciona corretamente uma doença de notificação obrigatória com a espécie animal alvo, segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

 

a)  Gastroenterite transmissível / bovinos. 

 

 

b)  Scrapie / ovinos. 

 

 

c)  Colibacilose / suínos. 

 

 

d)  Aerossaculite / aves.

 

 

e)  Encefalomielite por vírus Nipah / caprinos.

 

 

resolver    |     Comente a questão no final dessa página:

 

 

 

Ano: 2017 ESAF    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Nível Superior  Prova: Médico Veterinário - Inspeção Veterinária  Veterinária

 

prancheta

 

 

 


Q36909


 

Assinale a opção incorreta com relação aos objetivos e estratégias de atuação do Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose Animal – PNCEBT.

 

a)  O PNCEBT tem como objetivo baixar a prevalência e a incidência da brucelose e da tuberculose, visando à erradicação.

 

 

b)  A execução das atividades previstas no Programa é de competência exclusiva dos servidores do serviço veterinário oficial.

 

 

c)  A estratégia de atuação do PNCEBT é baseada na classificação das Unidades da Federação quanto ao grau de risco para brucelose e tuberculose, e na definição de procedimentos de defesa sanitária animal a serem adotados de acordo com essa classificação.

 

 

d)  As medidas sanitárias do Programa são aplicadas à população de bovinos e bubalinos. 

 

 

e)  Para a realização de testes diagnósticos de brucelose e de tuberculose, o Mapa credencia laboratórios que integrarão a Rede Nacional de Laboratórios Agropecuários do Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária.

 

 

resolver    |     Comente a questão no final dessa página:

 

 

 

 

 

Compartilhe:» #spsconcursos.com - sem inscrição, sem cadastro e grátis

 

 

 

 

 

» Deseja alguma disciplina específica - escreva-nos!

 

» Se souber o resultado - resolva a questão (clique em comentários) - isso o ajudará a fixar melhor o assunto. A comunidade concurseira agradece!

 

 

»Veja outras Questões

 

 

 

 

Treinamento de Serviço Social

»Conhença as organizadoras de concursos

 

 

 

 

Treinamento de Serviço Social

Deixe aqui seu comentário (com o número da Questão):