Apostilas para concursos 2019

58.133 Questões

15.808 vagas em concursos

 

 

Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019.

 

FCM CEFET MG | Nível Médio

» Fundação João Pinheiro (FJP) (MG) abre concurso para 40 vagas

Instituto AOCP | Nível Superior

» Secretaria de Estado da Educação da Paraíba (SEE PB) abre concurso para 1.000 vagas

FADESP | Níveis Fundamental, Médio e Superior

» Prefeitura de Rurópolis (PA) abre concurso para 409 vagas

 

VUNESP | Níveis Médio e Superior| Provas Objetivas em 18-08-2019

» Prefeitura de Araçatuba (SP) abre concurso e processo seletivo para 66 vagas

 

Material de estudo para Concursos de Direito Penal 2019

 

 

 

Matérias para Concursos Públicos-DIREITO PENAL
Matérias para Concursos Públicos
DIREITO PENAL

 

Material de estudo para Concursos de Direito Penal 2019

 

 

 

Matérias para Concursos Públicos-DIREITO PENAL
Matérias para Concursos Públicos
DIREITO PENAL

 

Material de estudo para Concursos de Direito Penal 2019

 

 

 

Matérias para Concursos Públicos-DIREITO PENAL
Matérias para Concursos Públicos
DIREITO PENAL

 

 

 

 

Material de estudo para Concursos de Direito Penal 2019

 

 

 

Matérias para Concursos Públicos-DIREITO PENAL
Matérias para Concursos Públicos
DIREITO PENAL

 

Treinamento de Direito Penal

Questões de Direito Penal (Todos os Assuntos)

Treine para prova sem medo, sem surpresas sem pegadinhas! Somente a prática leva a perfeição...

 

 

 

 

 

» Confira a lista de concursos abertos

» Veja os últimos concursos publicados

 

 

 

Questões de Direito Penal (Todos os Assuntos)

 

» Para um melhor aproveitamento - resolva as questões - anote sua altenativa e depois confira os gabaritos.

» Para interagir com as questões - utilize - FireFox ou Chrome.

 

 

 

Existe apenas um bem, o saber, e apenas um mal, a ignorância.

Sócrates

 

 

 

  • Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)
  •  

    Q57879

    prancheta

     


    Ano: 2019 FGV - Fundação Getúlio Vargas    Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Nível Superior   Direito Penal Noções Fundamentais, Lei de Execução Penal – Lei nº 7.210 de 1984 , Lei penal no tempo

     


    Sílvio foi condenado pela prática de crime de roubo, ocorrido em 10/01/2017, por decisão transitada em julgado, em 05/03/2018, à pena base de 4 anos de reclusão, majorada em 1/3 em razão do emprego de arma branca, totalizando 5 anos e 4 meses de pena privativa de liberdade, além de multa.
    Após ter sido iniciado o cumprimento definitivo da pena por Sílvio, foi editada, em 23/04/2018, a Lei nº 13.654/18, que excluiu a causa de aumento pelo emprego de arma branca no crime de roubo. Ao tomar conhecimento da edição da nova lei, a família de Sílvio procura um(a) advogado(a).
    Considerando as informações expostas, o(a) advogado(a) de Sílvio  


      a)  não poderá buscar alteração da sentença, tendo em vista que houve trânsito em julgado da sentença penal condenatória.

     


       b)  poderá requerer ao juízo da execução penal o afastamento da causa de aumento e, consequentemente, a redução da sanção penal imposta. 

     


       c)  deverá buscar a redução da pena aplicada, com afastamento da causa de aumento do emprego da arma branca, por meio de revisão criminal. 

     


       d)  deverá buscar a anulação da sentença condenatória, pugnando pela realização de novo julgamento com base na inovação legislativa. 

     

     

    resolver    |     Comente a questão

     

     

     

    Q57878

    prancheta

     


    Ano: 2019 FGV - Fundação Getúlio Vargas    Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Nível Superior   Direito Penal Crimes Resultantes de Preconceito de Raça ou Cor – Lei nº 7.716 de 1989, Lei de Armas (Estatuto do Desarmamento) – Lei nº 10.826 de 2003, Legislação Penal Especial

     


    Gabriela, senhora de 60 anos, é surpreendida com a notícia de que seus dois netos, Pedro e Luiz, ambos com 18 anos de idade, foram presos em flagrante na mesma data, qual seja o dia 05 de setembro de 2018. Pedro foi preso e indiciado pela suposta prática de crime de racismo, enquanto Luiz foi abordado com um fuzil municiado, sendo indiciado pelo crime de porte de arma de fogo de uso restrito (Art. 16 da Lei nº 10.826/03).
    Gabriela, sem compreender a exata extensão da consequência dos atos dos netos, procurou a defesa técnica deles para esclarecimentos quanto às possibilidades de prescrição e concessão de indulto em relação aos delitos imputados.

    Considerando as informações narradas, a defesa técnica de Pedro e Luiz deverá esclarecer que  


      a)  ambos os crimes são insuscetíveis de indulto e imprescritíveis.  

     


       b)  somente o crime de porte de arma de fogo é imprescritível, enquanto ambos os delitos são insuscetíveis de indulto. 

     


       c)  somente o crime de racismo é imprescritível, enquanto apenas o porte do fuzil é insuscetível de indulto.  

     


       d)  somente o crime de racismo é imprescritível, não sendo nenhum deles insuscetível de indulto. 

     

     

    resolver    |     Comente a questão

     

     

     

    Q57877

    prancheta

     


    Ano: 2019 FGV - Fundação Getúlio Vargas    Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Nível Superior   Direito Penal Homicídio, Omissão de socorro, Crimes contra a vida

     


    David, em dia de sol, levou sua filha, Vivi, de 03 anos, para a piscina do clube. Enquanto a filha brincava na piscina infantil, David precisou ir ao banheiro, solicitando, então, que sua amiga Carla, que estava no local, ficasse atenta para que nada de mal ocorresse com Vivi. Carla se comprometeu a cuidar da filha de David.
    Naquele momento, Vitor assumiu o posto de salva-vidas da piscina. Carla, que sempre fora apaixonada por Vitor, começou a conversar com ele e ambos ficam de costas para a piscina, não atentando para as crianças que lá estavam.
    Vivi começa a brincar com o filtro da piscina e acaba sofrendo uma sucção que a deixa embaixo da água por tempo suficiente para causar seu afogamento. David vê quando o ato acontece através de pequena janela no banheiro do local, mas o fecho da porta fica emperrado e ele não consegue sair. Vitor e Carla não veem o ato de afogamento da criança porque estavam de costas para a piscina conversando.
    Diante do resultado morte, David, Carla e Vitor ficam preocupados com sua responsabilização penal e procuram um advogado, esclarecendo que nenhum deles adotou comportamento positivo para gerar o resultado.

    Considerando as informações narradas, o advogado deverá esclarecer que:  


      a)  Carla e Vitor, apenas, poderão responder por homicídio culposo, já que podiam atuar e possuíam obrigação de agir na situação. 

     


       b)  David, apenas, poderá responder por homicídio culposo, já que era o único com dever legal de agir por ser pai da criança.

     


       c)  David, Carla, Vitor poderão responder por homcídio culposo, já que os três tinham o dever de agir.

     


       d)  Vitor, apenas, poderá responder pelo crime de omissão de socorro. 

     

     

    resolver    |     Comente a questão

     

     

     

    Q57876

    prancheta

     


    Ano: 2019 FGV - Fundação Getúlio Vargas    Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Nível Superior   Direito Penal Causas e consequências da revogação do benefício, Livramento condicional

     


    Fabrício cumpria pena em livramento condicional, em razão de condenação pela prática de crime de lesão corporal grave. Em 10 de janeiro de 2018, quando restavam 06 meses de pena a serem cumpridos, ele descobre que foi novamente condenado, definitivamente, por crime de furto que teria praticado antes dos fatos que justificaram sua condenação pelo crime de lesão. A pena aplicada em razão da nova condenação foi de 02 anos e 06 meses de pena privativa de liberdade em regime inicial semiaberto. Apesar disso, somente procura seu(sua) advogado(a) em 05 de agosto de 2018, esclarecendo o ocorrido.
    Ao consultar os autos do processo de execução, o(a) advogado(a) verifica que, de fato, existe a nova condenação, mas que, até o momento, não houve revogação ou suspensão do livramento condicional.
    Considerando apenas as informações narradas, o(a) advogado(a) de Fabrício, de acordo com a jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça, deverá esclarecer que 


      a)  poderá haver a revogação do livramento condicional, tendo em vista que a nova condenação por crime doloso, aplicada pena privativa de liberdade, é causa de revogação obrigatória do benefício. 

     


       b)  não poderá haver a revogação do livramento condicional, tendo em vista que a nova condenação é apenas prevista como causa de revogação facultativa do benefício e não houve suspensão durante o período de prova. 

     


       c)  não poderá haver a revogação do livramento condicional, tendo em vista que a nova condenação não é prevista em lei como causa de revogação do livramento condicional, já que o fato que a justificou é anterior àquele que gerou a condenação em que cumpre o benefício. 

     


       d)  não poderá haver a revogação do livramento condicional, pois ultrapassado o período de prova, ainda que a nova condenação seja prevista no Código Penal como causa de revogação obrigatória do benefício. 

     

     

    resolver    |     Comente a questão

     

     

     

    Q57875

    prancheta

     


    Ano: 2019 FGV - Fundação Getúlio Vargas    Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Nível Superior   Direito Penal Homicídio, Crimes de perigo comum, Crimes contra a vida

     


    Frederico, de maneira intencional, colocou fogo no jardim da residência de seu chefe de trabalho, causando perigo ao patrimônio deste e dos demais vizinhos da região, já que o fogo se alastrou rapidamente, aproximando-se da rede elétrica e de pessoas que passavam pelo local. Ocorre que Frederico não se certificou, com as cautelas necessárias, que não haveria ninguém no jardim, de modo que a conduta por ele adotada causou a morte de uma criança, queimada, que brincava no local.
    Desesperado, Frederico procura você, como advogado(a), e admite os fatos, indagando sobre eventuais consequências penais de seus atos.
    Considerando apenas as informações narradas, o(a) advogado(a) de Frederico deverá esclarecer que a conduta praticada configura crime de  


      a)  homicídio doloso qualificado pelo emprego de fogo.  

     


       b)  incêndio doloso simples. 

     


       c)  homicídio culposo. 

     


       d)  incêndio doloso com aumento de pena em razão do resultado morte. 

     

     

    resolver    |     Comente a questão

     

     

     

    Q57874

    prancheta

     


    Ano: 2019 FGV - Fundação Getúlio Vargas    Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Nível Superior   Direito Penal Segunda fase da dosimetria., Terceira fase da dosimetria, Penas privativas de liberdade

     


    Douglas foi condenado pela prática de duas tentativas de roubo majoradas pelo concurso de agentes e restrição da liberdade das vítimas (Art. 157, § 2º, incisos II e V, c/c. o Art. 14, inciso II, por duas vezes, na forma do Art. 70, todos do CP). No momento de fixar a sanção penal, o juiz aplicou a pena base no mínimo legal, reconhecendo a confissão espontânea do agente, mas deixou de diminuir a pena na segunda fase. No terceiro momento, o magistrado aumentou a pena do máximo, considerando as circunstâncias do crime, em especial a quantidade de agentes (5 agentes) e o tempo que durou a restrição da liberdade das vítimas. Ademais, reduziu, ainda na terceira fase, a pena do mínimo legal em razão da tentativa, novamente fundamentando na gravidade do delito e naquelas circunstâncias de quantidade de agentes e restrição da liberdade.
    Após a aplicação da pena dos dois delitos, reconheceu o concurso formal de crimes, aumentando a pena de um deles de acordo com a quantidade de crimes praticados. O Ministério Público não recorreu.
    Considerando as informações narradas, de acordo com a jurisprudência pacificada do Superior Tribunal de Justiça, o(a) advogado(a) de Douglas, quanto à aplicação da pena, deverá buscar  


      a)  a redução da pena na segunda fase diante do reconhecimento da atenuante da confissão espontânea. 

     


       b)  a redução do quantum de aumento em razão da presença das majorantes, que deverá ser aplicada de acordo com a quantidade de causas de aumento. 

     


       c)  o aumento do quantum de diminuição em razão do reconhecimento da tentativa, pois a fundamentação apresentada pelo magistrado foi inadequada.  

     


       d)  a redução do quantum de aumento em razão do reconhecimento do concurso de crimes, devido à fundamentação inadequada. 

     

     

    resolver    |     Comente a questão

     

     

     

  • Tribunal de Justiça do Estado da Bahia
  •  

    Q55907

    prancheta

     


    Ano: 2019 CESPE UnB    Tribunal de Justiça do Estado da Bahia Nível Superior   Direito Penal Lei de Tóxicos – Lei nº 11.343 de 2006, Legislação Penal Especial

     


    À luz do entendimento jurisprudencial do STF, assinale a opção correta, acerca do delito de tráfico privilegiado, previsto na Lei n.º 11.343/2006.


      a)  Trata-se de crime inafiançável e insuscetível de graça, anistia e indulto.

     


       b)  O condenado pela prática de tráfico privilegiado deve iniciar o cumprimento da pena em regime fechado.

     


       c)  A progressão de regime prisional do réu condenado pelo crime em apreço somente será admitida mediante a realização de exame criminológico.

     


       d)  O condenado pela prática do crime de tráfico privilegiado poderá alcançar a progressão de regime prisional depois de ter cumprido pelo menos um sexto da pena no regime anterior, se ostentar bom comportamento carcerário. 

     


       e)  O livramento condicional somente será concedido aos condenados pelo crime em apreço que tenham cumprido mais de dois terços da pena, exceto aqueles reincidentes específicos em crimes hediondos ou equiparados.

     

     

    resolver    |     Comente a questão

     

     

     

    Q55906

    prancheta

     


    Ano: 2019 CESPE UnB    Tribunal de Justiça do Estado da Bahia Nível Superior   Direito Penal Peculato, Extorsão, Apropriação indébita

     


    Acerca dos delitos imputáveis aos agentes públicos, assinale a opção correta.


      a)  Pratica peculato-desvio o prefeito municipal que utiliza verba pública para promoção pessoal.

     


       b)  Pratica extorsão o funcionário público que, em razão de sua função, emprega grave ameaça no intuito de obter vantagem indevida.

     


       c)  Pratica apropriação indébita agravada pela violação de dever inerente ao cargo ocupado o funcionário público que se apropria de valores que possui em razão do cargo.

     


       d)  Pratica corrupção passiva na modalidade tentada o funcionário público que, ao solicitar vantagem indevida em razão da prática de ato de ofício, não a recebe por circunstâncias alheias à sua vontade.

     


       e)  Pratica prevaricação o funcionário público que, em violação ao seu dever funcional, facilita a prática de crime de contrabando ou descaminho.

     

     

    resolver    |     Comente a questão

     

     

     

    Q55905

    prancheta

     


    Ano: 2019 CESPE UnB    Tribunal de Justiça do Estado da Bahia Nível Superior   Direito Penal Furto, Roubo, Estelionato

     


    Com relação aos crimes contra o patrimônio, julgue os itens que se seguem, com base no entendimento jurisprudencial.
    I A existência de sistema de vigilância por monitoramento, por impossibilitar a consumação do delito de furto, é suficiente para tornar impossível a configuração desse tipo de crime.
    II A presença de circunstância qualificadora de natureza objetiva ou subjetiva no delito de furto não afasta a possibilidade de reconhecimento do privilégio, se estiverem presentes a primariedade do agente e o pequeno valor da res furtiva.
    III Constatada a utilização de arma de fogo desmuniciada na perpetração de delito de roubo, não se aplica a circunstância majorante relacionada ao emprego de arma de fogo.
    IV No delito de estelionato na modalidade fraude mediante o pagamento em cheque, a realização do pagamento do valor relativo ao título até o recebimento da denúncia impede o prosseguimento da ação penal.
    Estão certos apenas os itens


      a)  I e II.

     


       b)  I e III.

     


       c)  III e IV. 

     


       d)  I, II e IV.

     


       e)  II, III e IV. 

     

     

    resolver    |     Comente a questão

     

     

     

    Q55904

    prancheta

     


    Ano: 2019 CESPE UnB    Tribunal de Justiça do Estado da Bahia Nível Superior   Direito Penal Prescrição da pretensão punitiva pela pena em abstrato, Prescrição da pretensão executória, Prescrição da pena de multa

     


    Com relação a aspectos diversos pertinentes aos prazos prescricionais previstos no CP, assinale a opção correta.


      a)  Tais prazos serão reduzidos pela metade nas situações em que, ao tempo do crime, o agente fosse menor de vinte e um anos de idade ou, na data do trânsito em julgado da sentença condenatória, fosse maior de setenta anos de idade.

     


       b)  Em se tratando de criminoso reincidente, são aumentados em um terço os prazos da prescrição da pretensão punitiva.

     


       c)  A prescrição é regulada pela pena total imposta nos casos de crimes continuados, sendo computado o acréscimo decorrente da continuação.

     


       d)  A prescrição da pena de multa ocorrerá em dois anos, quando for a única pena cominada, ou no mesmo prazo de prescrição da pena privativa de liberdade, se tiver sido cominada alternativamente.

     


       e)  Na hipótese de evasão do condenado, a prescrição da pretensão executória é regulada pelo total da pena privativa de liberdade imposta.

     

     

    resolver    |     Comente a questão

     

     

     

    Q55903

    prancheta

     


    Ano: 2019 CESPE UnB    Tribunal de Justiça do Estado da Bahia Nível Superior   Direito Penal Suspensão condicional da pena. Concessão., Suspensão condicional da pena. Revogação., Modalidades das Penas Restritivas de Direito

     


    O benefício da suspensão condicional da pena — sursis penal — 


      a)  pode ser concedido a condenado a pena privativa de liberdade, desde que esta não seja superior a quatro anos e que aquele não seja reincidente em crime doloso.

     


       b)  é cabível nos casos de crimes praticados com violência ou grave ameaça, desde que a pena privativa de liberdade aplicada não seja superior a dois anos.

     


       c)  pode estender-se às penas restritivas de direitos e à de multa, casos em que se suspenderá, também, a execução dessas penas.

     


       d)  deverá ser, obrigatoriamente, revogado no caso da superveniência de sentença condenatória irrecorrível por crime doloso, culposo ou contravenção contra o beneficiário.

     


       e)  impõe que, após o cumprimento das condições impostas ao beneficiário, seja proferida sentença para declarar a extinção da punibilidade do agente. 

     

     

    resolver    |     Comente a questão

     

     

     

    Q55902

    prancheta

     


    Ano: 2019 CESPE UnB    Tribunal de Justiça do Estado da Bahia Nível Superior   Direito Penal Primeira fase da dosimetria, Segunda fase da dosimetria., Penas privativas de liberdade

     


    À luz da jurisprudência do STJ a respeito das circunstâncias judiciais e legais que devem ser consideradas quando da aplicação da pena, assinale a opção correta.


      a)  A confissão qualificada, na qual o réu alega em seu favor causa descriminante ou exculpante, não afasta a incidência da atenuante de confissão espontânea. 

     


       b)  A confissão espontânea em delegacia de polícia pode servir como circunstância atenuante, desde que o réu não se retrate sobre essa declaração em juízo.

     


       c)  Uma condenação transitada em julgado de fato posterior ao narrado na denúncia, embora não sirva para fins de reincidência, pode servir para valorar negativamente a personalidade e a conduta social do agente.

     


       d)  A reincidência penal pode ser utilizada simultaneamente como circunstância agravante e como circunstância judicial.

     


       e)  A múltipla reincidência não afasta a necessidade de integral compensação entre a atenuante da confissão espontânea e a agravante da reincidência, haja vista a igual preponderância entre as referidas circunstâncias legais.

     

     

    resolver    |     Comente a questão

     

     

     

    Q55901

    prancheta

     


    Ano: 2019 CESPE UnB    Tribunal de Justiça do Estado da Bahia Nível Superior   Direito Penal Tipicidade, Nexo de causalidade, Causas relativamente independentes

     


    João, com a intenção de matar José, seu desafeto, efetuou disparos de arma de fogo contra ele. José foi atingido pelos projéteis e faleceu.
    Considere que, depois de feitos os exames necessários, se tenha constatado uma das seguintes hipóteses relativamente à causa da morte de José.
    I Apesar dos disparos sofridos pela vítima, a causa determinante da sua morte foi intoxicação devido ao fato de ela ter ingerido veneno minutos antes de ter sido alvejada.
    II A morte decorreu de ferimentos causados por disparos de arma de fogo efetuados por terceiro no mesmo momento em que João agiu e sem o conhecimento deste.
    III A vítima faleceu em razão dos ferimentos sofridos, os quais foram agravados por sua condição de hemofílica.
    IV A morte decorreu de uma infecção hospitalar que acometeu a vítima quando do tratamento dos ferimentos causados pelos tiros.

    Nessa situação hipotética, conforme a teoria dos antecedentes causais adotada pelo CP, João responderá pela morte de seu desafeto caso se enquadre em uma das hipóteses previstas nos itens


      a)  I e II.

     


       b)  I e III. 

     


       c)  III e IV. 

     


       d)  I, II e IV.

     


       e)  II, III e IV.

     

     

    resolver    |     Comente a questão

     

     

     

    Q55900

    prancheta

     


    Ano: 2019 CESPE UnB    Tribunal de Justiça do Estado da Bahia Nível Superior   Direito Penal Noções Fundamentais, Princípios limitadores do poder punitivo estatal

     


    De acordo com a doutrina predominante no Brasil relativamente aos princípios aplicáveis ao direito penal, assinale a opção correta.


      a)  O princípio da taxatividade, ou do mandado de certeza, preconiza que a lei penal seja concreta e determinada em seu conteúdo, sendo vedados os tipos penais abertos.

     


       b)  O princípio da bagatela imprópria implica a atipicidade material de condutas causadoras de danos ou de perigos ínfimos.

     


       c)  O princípio da subsidiariedade determina que o direito penal somente tutele uma pequena fração dos bens jurídicos protegidos, operando nas hipóteses em que se verificar lesão ou ameaça de lesão mais intensa aos bens de maior relevância.

     


       d)  O princípio da ofensividade, segundo o qual não há crime sem lesão efetiva ou concreta ao bem jurídico tutelado, não permite que o ordenamento jurídico preveja crimes de perigo abstrato.

     


       e)  O princípio da adequação social serve de parâmetro ao legislador, que deve buscar afastar a tipificação criminal de condutas consideradas socialmente adequadas.

     

     

    resolver    |     Comente a questão

     

     

     

  • Polícia Militar do Estado de Minas Gerais
  •  

    Q56284

    prancheta

     


    Ano: 2018    Polícia Militar do Estado de Minas Gerais Nível Superior   Direito Penal Ação penal

     


    no  Questão Anulada

    Considerando o que dispõe o Código de Processo Penal, instituído pelo Decreto-Lei n. 3.689/41, sobre a ação penal, analise as assertivas abaixo:
    I. Nos crimes de ação pública condicionada à representação da vítima, o inquérito policial será dispensado pelo Ministério Público, se com a representação forem oferecidos elementos que o habilitem a promover a ação penal.
    II. Nos crimes de ação pública, não é admitido o início de processo por queixa do ofendido.
    III. A retratação do ofendido nos crimes de ação pública condicionada à representação pode ser feita antes do oferecimento da denúncia do Ministério Público, a partir da qual a representação se torna irretratável.
    IV. A ação penal, nas contravenções, será iniciada com o Auto de Prisão em Flagrante ou por meio de portaria expedida pela autoridade judiciária ou policial.

    Estão CORRETAS as assertivas: 


      a)  I e IV, apenas.  

     


       b)  II e III, apenas. 

     


       c)  I, III e IV, apenas.

     


       d)  Todas as assertivas estão corretas.  

     

     

    resolver    |     Comente a questão

     

     

     

    Q56261

    prancheta

     


    Ano: 2018    Polícia Militar do Estado de Minas Gerais (PM MG) Nível Superior   Direito Penal Lei do Abuso de Autoridade – Lei nº 4.898 de 1965, Legislação Penal Especial

     


    Com base na Lei n. 4.898/65, que regula o direito de representação e o processo de responsabilidade, nos casos de abuso de autoridade, marque a alternativa CORRETA.


      a)  O direito de representação deverá ser exercido por meio de petição dirigida somente ao órgão do Ministério Público que tiver competência para iniciar processo-crime contra a autoridade culpada e ainda para aplicar, à autoridade civil ou militar culpada, a respectiva sanção administrativa

     


       b)  Constitui, também, abuso de autoridade deixar de comunicar, imediatamente, ao juiz competente a prisão ou detenção de qualquer pessoa.

     


       c)  São regulados pela Lei n. 4.898/65 o direito de representação e o processo de responsabilidade administrativa civil e penal, contra as autoridades que, no exercício de suas funções ou fora dela, cometerem abusos. 

     


       d)  Não constitui abuso de autoridade qualquer atentado à liberdade de locomoção. 

     

     

    resolver    |     Comente a questão

     

     

     

    Q56260

    prancheta

     


    Ano: 2018    Polícia Militar do Estado de Minas Gerais (PM MG) Nível Superior   Direito Penal Lei de Crimes Hediondos – Lei nº 8.072 de 1990 , Legislação Penal Especial

     


    Com base na Lei n. 8.072/90, que dispõe sobre os crimes hediondos, marque a alternativa CORRETA. 


      a)  Os crimes hediondos, a prática da tortura, o tráfico ilícito de entorpecentes e drogas afins e o terrorismo são insuscetíveis de fiança. 

     


       b)  Os crimes hediondos, a prática da tortura, o tráfico ilícito de entorpecentes e drogas afins e o terrorismo são suscetíveis de anistia, graça e indulto.

     


       c)  A extorsão mediante sequestro e na forma qualificada (art. 159, caput, e §§ 1º, 2º e 3º do Código Penal Brasileiro), é considerada crime hediondo somente na forma consumada. 

     


       d)  O homicídio qualificado (art. 121, § 2º, incisos I, II, III, IV, V, VI e VII do Código Penal Brasileiro), é considerado crime hediondo somente na forma consumada.

     

     

    resolver    |     Comente a questão

     

     

     

    Q56259

    prancheta

     


    Ano: 2018    Polícia Militar do Estado de Minas Gerais (PM MG) Nível Superior   Direito Penal Crimes Resultantes de Preconceito de Raça ou Cor – Lei nº 7.716 de 1989, Legislação Penal Especial

     


    Marque a alternativa CORRETA. Com base na lei n. 7.716/89, que versa sobre os crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor, comete crime quem:


      a)  Conceder os equipamentos necessários ao empregado em igualdade de condições com os demais trabalhadores. 

     


       b)  Proporcionar ao empregado tratamento igualitário no ambiente de trabalho, especialmente quanto ao salário. 

     


       c)  Negar ou obstar emprego em empresa privada. 

     


       d)  Autorizar o acesso a hospedagem em hotel, pensão, estalagem, ou qualquer estabelecimento similar

     

     

    resolver    |     Comente a questão

     

     

     

    Q56258

    prancheta

     


    Ano: 2018    Polícia Militar do Estado de Minas Gerais (PM MG) Nível Superior   Direito Penal Lei dos Crimes de Tortura – Lei nº 9.455 de 1997 , Legislação Penal Especial

     


    Analise as assertivas e marque a alternativa CORRETA, com base na Lei n. 9.455/97 que define os crimes de tortura. 


      a)  Constitui, também, crime de tortura, constranger alguém com emprego de violência ou grave ameaça, causando-lhe sofrimento físico ou mental em razão de discriminação racial ou religiosa.

     


       b)  O crime de tortura é inafiançável, hediondo, imprescritível e insuscetível de graça ou anistia. 

     


       c)  A condenação pelo crime de tortura acarretará a suspensão não remunerada, até o cumprimento total da pena, do cargo, função ou emprego público.

     


       d)  O condenado por crime de tortura, na conduta comissiva, iniciará o cumprimento da pena em regime semiaberto sem direito a progressão inicial de regime.

     

     

    resolver    |     Comente a questão

     

     

     

    Q56257

    prancheta

     


    Ano: 2018    Polícia Militar do Estado de Minas Gerais (PM MG) Nível Superior   Direito Penal Peculato, Crimes contra a administração pública

     


    “Apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio”.
    A descrição acima se refere a qual crime tipificado no Código Penal Brasileiro? Marque a alternativa CORRETA.


      a)  Concussão.

     


       b)  Peculato.

     


       c)  Corrupção passiva.

     


       d)  Apropriação indébita

     

     

    resolver    |     Comente a questão

     

     

     

    Compartilhe:» #spsconcursos.com - sem inscrição, sem cadastro e grátis

     

     

     

    »Conhença as organizadoras de concursos

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Wildcard SSL Certificates

    SPS CONCURSOS - Brazil 2009 - 2019

    Copyright ©   www.spsconcursos.com - Todos os Direitos Reservados. e-mail